quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Perda !

Dói, né?
Sensação estranha a tal da perda...
A gente perde e parece que tudo esvazia por dentro.
Com o espaço que sobra, fica difícil rearrumar as coisas que saíram do lugar. 
Aceitar a perda de alguém muito próximo é tarefa complicada.
Esse tipo de perda abre mesmo um buraco no coração, que não tem pessoa certa que preencha.

Mas o tempo é poderoso e se impõe sempre.
O tempo leva a gente pra frente...
ao encontro de outras perdas e de muitos ganhos também.
E quando a gente se dá conta, o que sobra é a memória.
A bendita memória que nunca apaga a importância de quem foi embora...
aí, o que era dor vira saudade.

Perdas fazem a gente crescer.
Fazem a gente ver o quanto somos pequeninos diante das coisas que não dá mesmo pra mudar.

Eu até gostaria de dizer um texto bonito que ajudasse as pessoas que estão vivendo uma perda neste momento.
Mas eu já perdi também...
E sei que palavra nenhuma faz efeito.
Então eu desejo apenas que você seja forte.
E que tenha tempo pra ver o tempo passar.
E ficar curado logo dessa dor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário